Cacau

Quando falamos cacau já pensamos em… Chocolate!
Mas o cacau vai muito além disso e vamos falar de alguns de seus benefícios! Ele tem capacidade antioxidante, ou seja, as catequinas, epicatequina e a quercetina presentes no cacau são responsáveis pelo aumento da atividade antioxidante, ou seja, combatem o excesso das espécies reativas de oxigênio que destroem sistema de defesa do nosso organismo provando doenças e envelhecimento!

Tem atividade cardioprotetora, diminuem a tendência de agregação plaquetaria e com isso a formação de coágulos! E oferecem proteção cardiovascular por modular moléculas envolvidas em processos inflamatórios!

Os componentes de cacau têm sido utilizados em doenças, como câncer de pele, psoríase, acne e cicatrização de feridas. Tem sido mostrado que o cacau tem um grande potencial não apenas para os tratamentos de doenças da pele, mas também para a sua prevenção (Scapagnini; ET AL, 2014).

Ele também melhora a hidratação da pele, aumenta o fluxo sangüíneo e melhora circulação cutânea e subcutânea!

Lembrete: temos que consumir cacau puro! Não vale chocolate lotado de açúcar e gordura! Porque ai não terá todos esse benefícios ta?!


 

Adoçantes

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), os adoçantes são produtos especificamente formulados para conferir sabor doce a alimentos e bebidas.Chamados de edulcorantes, eles são divididos em naturais, extraídos de vegetais e frutas, e artificiais, produzidos em laboratórios!

Dentre os naturais temos: Stevia, Sorbitol, Manitol e Sucralose!

Dentre os artificiais temos: Sacarina, Ciclamato, Aspartame e Acesulfame-K.

Para as gestantes, se não for diabética de preferência ao açúcar mascavo ou demerara. Mas se a futura mamãe for diabética utilize a sucralose ou a stevia, já que são naturais. Alguns dos artificiais podem atravessar a barreira placentária!

Para cada adoçante existe uma recomendação adequada. Assim como o açúcar devemos consumir com moderação porque nada em excesso faz bem!

Nosso corpo não reconhece os adoçantes artificiais como nutrientes, mas sim como toxina, por isso, não são metabolizados. A sucralose, a sacarina e o acessulfame-K são eliminados na urina após o consumo, em até 24 horas, em excesso podem sobrecarregar rim e fígado.

Pesquisas recentes têm ligado o uso de adoçantes artificiais a alguns problemas de saúde como, síndrome metabólica, uma diminuição da função renal, e possivelmente uma alteração na regulação de açúcar no sangue causado por alterações na microbiota intestinal (DHINGRA ET AL, 2007; SEUZ ET AL, 2014).


 

Banana

Vamos falar dessa fruta super conhecida e muito consumida?

A banana é um super alimento. Fácil de encontrar e super pratica para consumir, basta descascar e pronto! Você tem em mãos um excelente lanche e uma ótima sobremesa!

É uma das principais fontes de hidratos de carbono e de açúcar. A banana é rica em fibras dietéticas melhorando assim o transito intestinal e na sensação de saciedade!

Rica em vitamina A, C e B, e minerais como ferro, zinco, potássio, cálcio e magnésio. Por isso é tão boa para nossos ossos.

Você sabia que comer banana nos deixa mais feliz? Sim, ela é rica em triptofano, percussor da serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem estar e bom humor!

Muito tem se falado sobre a farinha de banana verde ou a biomassa de banana verde! Elas podem ser utilizados em diversas preparações como molho de tomate, bolos, patês e muito mais. Riquissimas em fibras ajudam a retardar absorção dos alimentos e como conseqüência evitam picos de insulina na corrente sanguinea!

Um estudo feito com mulheres acima do peso que consumiram 20gr de farinha de banana verde por dia durante 45 dias não promoveu perda de peso, porem reduziu circunferência do quadril. As mulheres que tinham síndrome metabólica, ou seja, pressão alta, diabetes, sobrepeso, tiveram redução na pressão arterial sistólica e na glicose de jejum (SILVA, ET AL, 2014).